slide

03 maio 2016

O Diário de Bridget Jones

ITEM 9, UM LIVRO ESCRITO POR UMA MULHER- DESAFIO CRÔNICA SEM EIRA

Este é um caso nada clássico em que o filme é melhor do que o livro.
O Diário é um daqueles livros que você sabe que vai ser só pra descontrair, e para isso ele serve bem. Escrito pela autora Helen Fielding e publicado pela BestBolso.
Contado, literalmente, na forma do diário da solteira de 30 e poucos anos Bridget que  sofre uma pressão enorme para casar-se e ter filhos. Você participa de um ano da vida de Jones e a luta dela em conseguir todos os itens de sua resolução de ano novo. Parar de beber, parar de fumar, emagrecer, e arrumar um namorado. E é claro ela falha quase todos os dias. Bridget, para piorar, é apaixonada pelo seu chefe (babaca) Daniel Cleave. A mãe chata dela não para de criticá-la e tentar jogá-la para cima de Marck Darcy, quem ela acha extremamente arrogante e chato mas se mostra um personagem hilário e apaixonante.

Eu tenho um sentimento conflitante com a protagonista, ela é doida, desastrada, insegura, sincera e preguiçosa e essas características fazem você se aproximar intimamente dela e ao mesmo tempo a coloca em confusões, o que te irrita as vezes. Sem dúvida a insegurança é meu maior problema com ela.
É interessante observar durante a leitura o comportamento das pessoas e como a autora conseguiu relatar uma visão geral e dramática da vida, sem nada de extraordinário, somente nossos próprios quebra-cabeças diários e como cada um de nós lidamos com eles, e é claro nossas "neuras", tem umas verdades bem filosóficas depois que você para de rir.
Não espere muita ação, conflito, reviravoltas nem nada espetacular, só o dia a dia de uma britânica que bebe muito, fuma mais ainda e tem sérios problemas com os homens.

Confesso que o dinamismo do filme + trilha sonora + a atriz Renée Zellweger me agradaram mais, inclusive os elementos que não tinha no livro e foram postos na adaptação foram essenciais para te segurar na frente da tv. Em ambos você dará boas gargalhadas.
Ainda assim eu recomendo a leitura se você procura algo descompromissado, leve e com humor, recomendo mais ainda ler e ver o filme depois.

Dica para seu próximo fim de semana dada! Boa leitura, bom filme e até o nosso próximo papo literário.

Um comentário:

  1. Oi, Babi.
    Já assisti tantas vezes esse filme e sempre que passa dou uma assistida de 5 minutinhos, ahahahaha.
    Acho ele engraçadinho mas acho que não leria o livro.
    Fiquei realmente curiosa foi com o fato de o filme ser melhor do que o livro...

    Um beijo!

    ResponderExcluir