Pular para o conteúdo principal

Aprendendo a amar




É belíssimo observarmos as mudanças que ocorrem no coração e na mente de uma menina enquanto ela cresce. É realmente fascinante. Esse crescimento vem todo das experiências que ela vive, ela é moldada pela vida, pelas pessoas que a amam e pelas pessoas que a magoam. Então cada pessoa tem a sua maneira de amar, cada pessoa, em seu mundo particular tem sua própria definição de amor.
Não seria interessante se todos nós juntássemos e mostrássemos, uns aos outros, como nós vemos esse sentimento? Quão diversificado seria!
E se nós parássemos para fazer uma análise das nossas próprias percepções?
O que eu sei sobre o amor? O que eu aprendi sobre ele?
Pensando assim, eu resolvi conversar e reunir com o Eduardo algumas coisas que nós aprendemos ao longo da nossa vida, não só no nosso relacionamento, mas de tudo o que observamos, lemos, ouvimos e tentamos fazer.


  • Quando um completa o outro (SQN)
Eu já ouvi muito essa história de se completar, carne e unha, as metades da laranja, e já cheguei a acreditar muito nisso, mas depois de alguns anos de relacionamento percebemos e aprendemos que não devemos depender, inteiramente,  um do outro, não devemos esperar que o outro nos complete. Parece muito anti romântico né? Mas você já parou para perceber o peso de cobrar isso de alguém? A pressão para ele(a), e o pior, o risco para si mesma? Amar e construir um relacionamento implica os dois lados de uma moeda, pode ser simples como respirar e ao mesmo tempo complexo como física, o que nós queremos que você perceba é que antes de amar alguém você precisa se amar e se completar. O outro vai somar e tornar suas cores ainda mais vibrantes. Seja independente, seja feliz consigo, assim fica mais fácil ser feliz com o outro.



  • Ele(a) pode não ser sua alma gêmea
E está tudo bem sabia? Vocês não precisam ser almas gêmeas, não precisam ser parecido e ter muito em comum. Pode ser difícil quando se convive com alguém diferente de você, e isso não é só no relacionamento amoroso. Ter alguém que goste das mesmas coisas que você deve ser pelo menos mais fácil, mas ter alguém que goste de várias coisas diferentes, tem opiniões diferentes, ponto de vista, visões e tal, é no mínimo uma passagem só de ida para uma mente aberta. Boa parte das coisas que você aprende vem das pessoas ao seu redor, e a sua bagagem cultural também vem delas. Isso quer dizer que ter um relacionamento com alguém diferente é uma aventura, que vai te acrescentar e você também vai acrescentar a essa pessoa. Eu estou constantemente aprendendo com as pessoas da minha convivência, mas só porque somos diferentes uns dos outros.



  • Que seja eterno enquanto dure
Essa é uma das coisas mais importantes que eu aprendi, observando outros relacionamentos, pensando muito e até mesmo lendo. Não importa se o seu namoro durou 3 meses, 1 ano ou 10 anos, ele não foi menos significativo por ter terminado. Só porque terminou não significa que ele não existiu e também não significa que não tenha sido incrível! Que dure uma semana, mas que seja intenso e seja amor. Que termine, mas pelo menos ele existiu. Que deixe cicatrizes, e não um vazio. Não menospreze o relacionamento ou o amor de alguém que tem menos tempo que o seu. Não faz sentido.


  • Pense em dobro
Uma importante observação que o Edu fez foi que quando se está em uma relação a longo prazo você toma as decisões pensando no casal. O individualismo é deixado de lado e você passa a pensar em conjunto, em como aquela decisão vai afetar o seu parceiro, se isso pode acabar magoando ou prejudicando de alguma maneira. Mas eu deixo uma observação para que você nunca deixe de pesar em si mesmo. Pensar em conjunto não quer dizer fazer tudo em função do outro, mas sim ver o que é melhor para ambos. Tedeu?


  • Sentir ciumes é normal... mais ou menos
Sem obsessões, sem exagero, sem chilique, sem querer impor alguma regra, sem querer medir o que o outro faz, diz, olha. Não queremos dizer que ciúmes é bonitinho ou importante, mas apenas que ele possível, bem possivelmente, vai fazer parte da relação e da construção da confiança um pelo outro, a confiança, eu preciso salientar, é um fator muito importante, e passar pelo processo de sentir ciúmes de forma saudável e sempre conversar a respeito, é normal, vai acontecer, basta cada um de vocês desenvolver maturidade e confiança em si e no outro, para ir deixando de lado, aos poucos, esse sentimento.



  • Passe um tempo consigo mesmo
Existem vários tipos de casais, aqueles modernos que se veem de vez em quando, aqueles que brigam o tempo todo mas não conseguem ficar longe um do outro, aqueles de outros países, cidades, estados, aqueles chicletes e vários outros. E existem as fases, aquela que você está tão apegado, que faz mil planos durante a semana só para aproveitar cada momento com a pessoa, e aquela fase em que a rotina complica e vocês se veem cada vez menos. Não importa qual tipo de casal vocês são, e nem qual fase estão, passar um tempo sozinho e aproveitar esses momentos é muito importante! Faça planos para você também, leia, escute música, vá jogar bola, ficar com a família ou amigos, ou só fique olhando pela janela perdida em pensamentos, eu garanto que só traz benefícios, é bom para não perder a própria identidade, é bom para evoluir, e é bom para a relação. Afinal sobre o que vocês vão conversar se estão o tempo todo juntos?

Essas coisas que citamos aqui, juntas formam uma definição de amor nossa, a sua pode ser completamente diferente, e não quer dizer que a minha ou a sua estão erradas, quer dizer que os caminhos e as pessoas nos mudaram de uma forma única, só nossa, quer dizer que eu tenho uma história diferente da sua e isso torna tudo mais divertido.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma curiosidade sobre o jornalismo: mascote

Olá queridos leitores,
hoje eu vim aqui trazer para vocês uma curiosidade do jornalismo. É algo que eu descobri recentemente, achei interessante, e vim compartilhar.
Você sabe qual é o mascote que representa o seu curso? Ou o símbolo dele? Não? Não acha que seja algo relevante?
Pois saiba que na sua formatura, o(a) organizador(a) do evento terá a obrigação de saber para inserir na cerimônia, além disso o mascote ou o símbolo pode ter uma grande carga moral e ética que resume bem a sua futura profissão ou o perfil adequado, e lhe servirá de guia em sua jornada. Como exemplo eu trouxe os símbolos ou mascotes do jornalismo:
Foca: a foca é destinada a representar os recém formados (novatos) ou que estão prestes a entrar no curso, representa aqueles com pouco ou nenhuma experiência, a foca é considerada um animal curioso e observa tudo ao redor, pois é algo novo para ele, além disso ela demonstra determinação. Há aqueles jornalistas que não gostam muito dessa representatividade.



Raposa: ah…

Como transformar seu dia

Ela acorda pela manhã às 6:00, não dá tempo de colocar aqueles 5 minutos a mais no despertador, é preciso correr e se arrumar, mal da tempo de assimilar as coisas ao seu redor, ou de espantar o sono. Nessa fração de segundo, entre chutar o edredom e pisar na cerâmica gelada, o pensamento de desistir do seu dia assola sua mente, será que se faltasse do serviço só por hoje seria demitida? Por que ela não podia se permitir ser mais irresponsável? Tão rápido quanto veio o pensamento se dissipa, onde já se viu? A dificuldade 2x pior na vida de outras pessoas, os planos para o futuro, aqueles que dependem dela e até o mimo no fim do mês são desculpas suficiente para seguir em frente.
Seu dia começou.
Novamente.
Mais doses daquela rotina construída.
Seu dia tem tudo para ser como todos os outros.
Ela entra no metrô, abre um livro e se perde na rotina de outra pessoa, cavalga suavemente nas palavras que descrevem uma vida que não é sua. O fato de estar em pé e ter que ficar com o braço levan…

Playletras da superação

Olá queridos leitores. Já fazia um tempão que eu não fazia Playletras né? Para compensar eu trouxe uma lista com um propósito nobre. No playletras de hoje eu quero pedir que você baixe essas músicas, pode ser no celular ou no computador, de preferência quando estiver sozinho, escute em volume alto e preste atenção na letra. Deixe sua mente vagar pela mensagem porque as canções de hoje foram feitas e selecionada para ajudar você a superar, seja um término, seja pessoas ruins na sua vida, escolhas ruins ou erros que você não consegue deixar para traz, essas bandas de rock querem te incentivar a seguir em frente, então aperte o play and move on!
1° Pitty- Serpente A baiana Pitty é aquela melhor amiga que te manda a real! Ela vai te dizer o que você precisa escutar não o que você quer. Recentemente ela passou por uma fase bem difícil mas transformou essas experiências em um álbum de superação, a melodia é cheia de instrumentos diferentes que nos embalam em uma leve alegria e ainda remete…