slide

18 outubro 2015

Conversando sobre Jogos Vorazes

Olá queridos leitores
hoje eu não pretendo escrever exatamente uma resenha, até porque quase todo mundo já leu, ou já assistiu ou já ouviu falar de Jogos Vorazes, então eu venho apenas levantar alguns dos pontos mais importantes desse livro. Ele é o item 18- uma distopia- do Desafio Literário Crônica Sem Eira.
TAPA NA CARA, é isso o que essa leitura vai fazer com você, seja para te deixar chocado ou para te acordar, talvez os dois, na verdade um complementa o outro. Você se vê revoltada com a realidade que os moradores dos distritos tem de passar. A fome que assola a sociedade, que mata lenta e dolorosamente, ou mesmo a injustiça e a violência que matam rapidamente, não importa, um ou o outro aprisionam e escravizam, amarram os distritos à Capital. E você se vê sentindo uma raiva cada vez maior, os habitantes estão imersos no entretenimento e em suas aparência, e assim o governo faz tudo parecer normal, natural, um favor, como se eles protegessem e estimassem o bem de toda a Panem (nação localizado na América do Norte, em um mundo pós-apocalíptico).


Descobri em um vídeo do canal Chiclete Violeta, e depois em uma breve pesquisa, que Panem vem de  uma expressão latina que quer dizer pão e circo, uma prática romana que consistia em dar comida e diversão para diminuir a insatisfação da população.
É exatamente assim que acontece, apesar de toda a podridão e a situação deplorável o governo consegue distrair as pessoas, uma das formas de entretenimento são os Jogos Vorazes, o que é um absurdo já que os Jogos é um verdadeiro banho de sangue primitivo e desenfreado entre crianças e adolescentes que são patrocinados para matarem uns aos outros. E todos devem assistir.



Neste primeiro livro nós podemos identificar além dos outros fatores um leve romance, mas não se enganem, aqui tudo é mais real, é palpável, inicialmente tudo gira em torno da sobrevivência da protagonista Katniss e de todos que ela ama, então não temos espaço para um romance ao qual você está acostumado.
Por falar em Katniss eu devo dizer que ela é a personagem mais real que eu já li na minha vida, ela vai te surpreender e te dizer a verdade sem rodeios e floreios, ela é corajosa, inteligente e esperta, mas é a humanidade dela que mais me cativou, a esperteza e as habilidades dela nascem a partir das limitações e dos erros e isso é ainda mais admirável.
A escrita de Suzanne Collins é muito gostosa, é como estar dentro da cabeça de Katniss ou simplesmente conversando com ela, assim a leitura se desenvolve facilmente, você consegue ler o livro em um único dia.
Para quem não leu ainda eu recomendo uma boa preparação emocional para amortecer o impacto da queda brusca que esse livro vai te proporcionar, e o que é mais importante ainda é uma boa reflexão, afinal The Hunger Games não fala de uma sociedade muito diferente da nossa...
Esses foram os pontos mais "cativantes" e fizeram com que essa trilogia se tornasse uma das mais importantes, depois dessa densa leitura eu provavelmente irei me dedicar muito mais a distopias.
Se você já leu The Hunger Games me conta aqui nos comentários o que mais te chamou a atenção e o que você acha sobre todas as discussões levantadas nos livros.
Espero que tenham gostado, um beijo e até nosso próximo papo literário.


2 comentários:

  1. Nossa, de fato esse formato deu uma outra cara ao objeto.
    Isso de conversar sobre o livro no lugar de resenhar ele me deixou com mais vontade de ler, deu uma cara de conversa informal com uma amiga que sentada com você no sofá te indica a última leitura que tanto gostou...
    Como previu eu também já tinha ouvido falar sobre o livro e filme, apesar de ainda não ter tido a oportunidade de ler é uma história que me instiga. Cheguei a assistir um pedaço do filme mas como só vi na metade e não gosto de assistir filmes incompletos logo desliguei a tv.
    Depois desse post claro que pretendo ler antes de assistir ao filme. ;D

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Dri, vou experimentar mais vezes esse formato e tentar aprimorá-lo
    Eu tenho quase certeza de que você vai gostar muito desses livros, ai depois acho que também iria gostar dos filmes.
    Beijos

    ResponderExcluir