Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Draco convida: sábado de boy's love

Olá queridos leitores
hoje eu vim aqui fazer um convite super especial para vocês. A editora Draco está convidando a todos para irem hoje, a partir das 13h para um encontro com os autores da coletânea "Boy's Love: sem preconceitos, sem limites", Dana Guedes, Karen Alvares, Claudia Dugim, Fabio Baptista e Agatha Yukari, todos estarão lá esperando vocês, vai acontecer uma sessão de autógrafos e muito papo com os leitores.




O evento vai ser na Comix Book Shop- Alameda Jaú, 1998, São Paulo- perto da estação Consolação do metrô.
Espero que vocês apareçam por lá e me contem aqui nos comentários como foi essa experiência. Nesse momento eu gostaria muito de ser de São Paulo :/
Mais informações na página do face: https://www.facebook.com/events/147575628922511/

A mulher da nova era não quer ser mãe

O Let's talk é um blog totalmente democrático, ao mesmo tempo em que defendemos a amamentação, defendemos (e respeitamos) também a escolha de cada um. Tendo isso em mente, e sabendo que eu quero trazer cada vez mais diversidade de opiniões para nosso leitores, comecemos esse post porque eu estou muito ansiosa!!!!
Talvez nós já tenhamos passado da época em que escolher não se casar era uma polêmica, já é claro que a mulher moderna, e assim eu quero dizer como no título: a mulher da nova Era, vem tendo o seu perfil moldado de uma forma bem independente. Não é nenhuma novidade que nós hoje estudamos, trabalhos, conquistamos posições de liderança no mercado de trabalho, somos o sustento de nossas família e agora, talvez a evolução mais importante é que conseguimos alcançar a independência da felicidade. Apesar de nossas várias conquistas ainda nos vemos presas pelo preconceito, pela intolerância e pelas opiniões arcaicas, ainda não somos completamente livres.



Então eu entendo que esse…

Uma curiosidade sobre o jornalismo: mascote

Olá queridos leitores,
hoje eu vim aqui trazer para vocês uma curiosidade do jornalismo. É algo que eu descobri recentemente, achei interessante, e vim compartilhar.
Você sabe qual é o mascote que representa o seu curso? Ou o símbolo dele? Não? Não acha que seja algo relevante?
Pois saiba que na sua formatura, o(a) organizador(a) do evento terá a obrigação de saber para inserir na cerimônia, além disso o mascote ou o símbolo pode ter uma grande carga moral e ética que resume bem a sua futura profissão ou o perfil adequado, e lhe servirá de guia em sua jornada. Como exemplo eu trouxe os símbolos ou mascotes do jornalismo:
Foca: a foca é destinada a representar os recém formados (novatos) ou que estão prestes a entrar no curso, representa aqueles com pouco ou nenhuma experiência, a foca é considerada um animal curioso e observa tudo ao redor, pois é algo novo para ele, além disso ela demonstra determinação. Há aqueles jornalistas que não gostam muito dessa representatividade.



Raposa: ah…

INFERNO

Olá queridos leitores,
hoje é dia de resenha e por mais que seja difícil de acreditar não é de nenhum livro da Cassandra Clare, o livro resenhado dessa semana é Inferno, escrito por Dan Brown e publicado pela editora Arqueiro.

Preciso antes de mais nada falar um pouco desse escritor e de seus livros anteriores: Dan Brown é norte americano, formado em História da Arte, suas obras anteriores são: Ponto de Impacto, Fortaleza Digital, O Símbolo Perdido, Anjos e Demônios, O Código da Vinci e Inferno, não necessariamente nessa ordem, seus 4 livros já entraram simultaneamente na lista dos mais vendido do The New York Times, e para exercitar ainda mais nossa admiração por ele esse 3 últimos (Anjos e Demônios, Código Da Vinci e Inferno(2016)), foram adaptados para o cinema, e estrelados por nada mais nada menos que Tom Sangue Azul Hanks.
Esses três últimos livros, que foram os que eu li, posso afirmar que apesar de terem uma história independente, trazem em comum as aventuras de Robert Langdon…

Quando te definem pelo que você lê

A Saga Crepúsculo completa essa semana 10 anos! Pois é, estou ficando velha. Meu box com os 4 livros ainda repousa imponente em minha estante, por vezes empoeirado. Gosto de olhar de vez em quando, abrir as páginas, sentir o cheiro, não de livro novo, mas de história, gosto de ler aquelas páginas que eu marquei e sentir uma nostalgia que me dá borboletas no estômago, quase como se eu estivesse apaixonada novamente.



Não ando pensando em relê-los, pois na época em que os ganhei, me recordo de ter lido cada um por no mínimo 6 vezes, os filmes então, devo ter assistido umas 14 vezes. Quando penso nos livros de Stephenie eu sou lançada ao início da minha adolescência, nem preciso lhes dizer que essas leituras me marcaram, e marcaram muito, e não foi somente os suspiros de uma jovem que entrava em contato pela primeira vez com romance, foram também o início de um debate pessoal. Eu era ridicularizada por gostar daquele universo, que por muito tempo se tornou só meu, meus coleguinhas ofendia…

Projeto Literário: Crônica sem Eira

BOM DIA QUERIDOS LEITORES,
venho aqui hoje, fugindo da rotina, para trazer-lhes uma novidade literária. O Let's talk, pela primeira vez, está participando de um super projeto literário. Sim! Você não leu errado.
Esse projeto é uma criação de um blog que eu acompanho, o Crônica sem Eira, de autoria das blogueiras Adriana Costa e Lara Prazeres. O projeto começou dia 07/09/2015 e vai até 07/09/2016, você também pode participar, é só acessar o Crônica, da uma lidinha no projeto e mandar suas pretensões literárias.



A minha listinha de pretensões já está lá na primeira semana, mas vou divulgá-la aqui para que vocês também possam acompanhar:


1. Um livro com mais de 500 páginas; 2. Um livro com menos de 300 páginas; 3. Um livro clássico; 4. Um livro na lista dos Best-Sellers; 5. Um livro publicado esse ano; 6. Um livro do(a) seu(sua) autor(a) favorito(a); 7. Um livro que fale ou tenha algo relacionado a música; 8. Um livro que foi adaptado para filme; 9. Um livro escrito por uma mulher; 10. Um livr…

Piores coisas na blogosfera

Eu vi posts com essa temática em vários lugares e achei bem legal trazer aqui para o Let's talk, com as minhas concepções de situações ruins que encontramos na blogosfera. O interessante nesse tipo de post para os blogs mais experientes, são os conselhos e as dicas que partem de uma lista como essa, para os mais novos saberem o que não fazer. Por outro lado, para blogs iniciantes como o Let's é curioso uma lista como essa para olharmos o curtinho caminho que percorremos e vermos o que já passamos.
Então vamos ao top 3 de piores coisas que eu encontrei na blogosfera

1- Comentários interesseiros:
se existe uma coisa que me faz revirar os olhos é quando vou toda empolgada ver os comentários de um post, crente de que teremos uma boa conversa (que é o objetivo do blog), e me deparo com
 " adorei o post, visita meu blog ....". Gente, existem grupos nas redes sociais voltadas para essa finalidade, troca de seguidores e troca de comentários, a retribuição está implícita.
O …

Amamentar, um ato que merece respeito

Em uma manhã enquanto passeava lenta e preguiçosamente pelo meu facebook li o comentário de uma ex colega de faculdade, a mesma não estuda mais na  instituição e nós nunca trocamos muitas palavras, e em algumas de suas idas para as aulas ela levou seus dois pequenos e lindo filhos.
Esse comentário, como muitos que eu ando lendo por essa bendita internet, me chocou a princípio, mas eu não quis desencadear uma extensa argumentação com ela que me renderia mais revolta, ao invés disso trago-lhes essa declaração para que possamos refletir a respeito do que ela diz:
"Acho ridículo mulher que amamenta mostrando os seios. 
É sim um momento íntimo entre mãe e filho, momento o qual não cabe a mais ninguém participar....
Gata quer mostrar as" tetas" mostra em casa, em praias de nudismo, nesses balneários europeus como ibiza que tu pode mostrar....
Aaahh para ne! Ja deu!"


                             (foto de uma campanha de conscientização tirada da internet)
Sem querer entrar muit…

Fazendo Jornal

Eu já estava com saudades de falar de jornalismo aqui no blog que por sinal é um dos temas que mais me agrada falar sobre.
Uma das coisas que você, que está tentando decidir para qual curso entrar ou que está prestes a se matricular no curso de jornalismo tem que saber é que os trabalhos práticos que fazemos ao longo dos semestre é uma das coisas mais importantes do curso.
Neles você ganha uma experiência enorme, colocando em prático toda a teoria que o professor passou, pode até parecer óbvio dizer o quanto os trabalhos são valiosos, mas eu ressalto isso por saber que a quantidade de alunos que se apoiam nos colegas na hora de fazer as tarefas, é algo preocupante.
Na  faculdade que eu estudo existe um sistema de aulas práticas chamado ATPS (Atividade Prática Supervisionada), nela os professores passam um "desafio" que deve ser realizado em etapas para se chegar ao objetivo final. E é até difícil dizer para vocês o quanto essas ATPSs me ensinaram. Afinal temos que colocar me…

Parceria

Olá queridos leitores.
Estou aqui quebrando a rotina de postagens do blog para informar que o Let's talk está fazendo uma parceria com a Editora Draco.
A etimologia da palavra Dragão  vem do grego "olhar" e no mito também grego significa aquele que vigia tesouros cobiçados. Esse tesouro é a literatura fantástica brasileira. Sim! A Editora Draco nos traz a oportunidade de entrar em contato com os tesouros nacionais, incentivando as grandes mentes dos escritores brasileiros e saciando nossos desejos por livros do nosso Brasil.
Eu nem sei como expressar a importância de ter um estilo editorial tão exclusivo aqui no Let's, alimentando nosso acervo e trazendo as melhores novidades para vocês.



Sobre a Editora "Draco. Do latim, dragão. “A palavra dragão (em inglês, dragon) vem do grego drákon, δράκων, que deriva do verbo derkomai, “olhar”, pois seu papel no mito grego é o de vigiar tesouros cobiçados. O nome tem sido dado a criaturas mitológicas muito diversas, de difer…

Experiências

Eu visito quase que diariamente o blog Diário de Casamento, seja para ver se tem post novo e ler depois ou para ler imediatamente e trocar ideias e opiniões com a Adriana. O incrível é que todas as vezes que eu leio sempre me despertam um milhão de ideias, opiniões e percepções a respeito daquele assunto, sei lá deve ser um dom que a Dri tem. E eis que uma das percepções que ela despertou rendeu um post:
Um dos textos lá do Diário que falava sobre inspiração me levou, como sempre, a pensar nas coisas que acontecem ao meu redor. Cheguei a comentar que assim como a escritora daquela postagem eu gostava de observar casais na rua. A demonstração de afeto entre eles acabava tirando de mim um sorriso. Um casal de idosos caminhando na calçada de mãos dadas, conversando alegremente de repente me fazia pensar que o mundo poderia ser feito só de sentimentos puros como aquele, que as pessoas se amariam com a mesma confidência e sabedoria daqueles dois.
Coisas boas e bonitas podem te inspirar, se…