Pular para o conteúdo principal

Os Instrumentos Mortais

Olá queridos leitores!
 Hoje eu vim aqui falar um pouco sobre uma série que eu estou amando, inclusive tenho lido tudo relacionado a ela, qualquer spin off que sai eu já quero comprar.
A série dessa semana é Os Instrumentos Mortais, da Cassandra Clare publicado pela editora Galera Record. Eu já deveria ter feito um post sobre ela mas fiquei adiando porque são 6 livros e eu os li em intervalos espaçados, além do mais é uma história muito rica de detalhes e as vezes fica difícil explicar. Mas a minha missão aqui hoje é me empenhar ao máximo para trazer o universo que a Cassandra criou, com todo o carinho que eu sinto por esses livros.

(foto original)

Essa história é o perfeito exemplo de como as reviravoltas acontecem em nossas vidas, ou na vida de Clary para ser mais exata. Clary Fray é uma adolescente de Nova York que decide sair a noite para dançar com seu melhor amigo Simon na boate Pandemônio. Enquanto dança e observa as belas e exóticas pessoas a sua volta, Clary testemunha um assassinato cometido por três adolescente tatuados e para piorar a situação o corpo da "vítima" simplesmente desaparece. Os três jovens insolentes à apresentam um mundo fora de cogitação até então. Um mundo em que eles são Caçadores de Sombras com o dever de salvar a humanidade dos demônios e manter o equilíbrio entre os mundanos (humanos) e as criaturas do submundo (fadas, vampiros, lobisomens, feiticeiros, etc). Qualquer um ficaria cético com essa história, até que a mãe de Clary é sequestrada e para encontrá-la ela se vê cada vez mais envolvida no universo das sombras.
Mas afinal, o que são Cassadores de Sombras?
A muito tempo atrás o anjo Raziel para livrar o mundo dos demônios misturou no Cálice mortal o sangue de anjos e humanos, dando para que os homens e mulheres mais forte bebessem. Assim nasceram os guerreiros nephilim, os Cassadores de Sombras.

"Livremente servimos
Porque livremente amamos, conforme nosso arbítrio
De amar ou não; assim nos erguemos ou caímos"

(Imagem tirada da internet)

Vocês não tem ideia do tanto de reviravolta nesses 6 livros, algumas coisas podem até ser previsíveis, mas é tudo contado com tanto cuidado que quando você vê as coisas já se desenrolaram. Eu entendo que a quantidade de elementos sobrenaturais, para quem está de fora, pode parecer exagerando. Mas acontece que a autora é simplesmente genial e os personagens, como eu já disse antes, são um dos pontos mais fortes dessa autora. Conforme você vai lendo e conhecendo as "pessoas", suas histórias e suas personalidades, mais você vai emergindo no universo dos Instrumentos Mortais e fica fascinado.
A riqueza de detalhes é imensa e tudo tem um ar mitológico que te deixa mais e mais curiosa, a forma como a autora entrelaça os acontecimentos é brilhante, a maioria das pessoas que leem elogiam a narrativa dela.
Mas é claro que defeitos não poderiam deixar de ser apontados, primeiro eu detesto triângulos amorosos, Crepúsculo me deixou traumatizada, e em uma série grande seria meio que inevitável não ter um romance triplo, mas quando você chega nos 3 últimos livros você até esquece que aquilo aconteceu. Outro aspecto negativo que quase todos apontam é a Clary nos fascinando com sua chatice e burrice em algumas partes. Realmente é um argumento plausível principalmente em Cidade das Almas Perdidas *oh meu Deus porque ficar falando o tempo todo nos cabelos loiros do Jace e porque tomar tantas decisões precipitadas e egoístas??*  ela está tão obcecada pelo Jace que faz as coisas sem pensar nas consequências ou até mesmo na vontade dos envolvidos.
Em algum dos livros, desculpe não lembro qual, a narrativa se torna rotatória, com todos os pontos de vista e isso é muito importante para conhecermos os personagens e vermos o quanto todos amadurecem, se tornam mais corajosos, mais humanos, mais fortes para aguentar toda a tragédia que passaram e estão passando, e dessa forma eu criei um carinho imenso por todos eles.
Em Os Instrumentos Mortais você encontrará amizades inabaláveis, amores devastadores, amores puros, coragem, honra, destino,fé, esperança, traição, perdas e laços tão fortes que são capazes de enfrentar tudo aquilo que você julga ser impossível, muita luta, muita ação, muito menino bonito, etc.
Eu chorei, eu senti medo, eu ri, eu gargalhei e ainda entrei no clima romântico.



A série está dividida em:
Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos
Os Instrumentos Mortais: Cidade das Cinzas
Os Instrumentos Mortais: Cidade de Vidro
Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Anjos Caídos
Os Instrumentos Mortais: Cidade das Almas Perdidas
Os Instrumentos Mortais: Cidade do Fogo Celestial




Além dos Spin offs:
As Peças Infernais: Anjo Mecânico
As Peças Infernais: Príncipe Mecânico
As Peças Infernais: Princesa Mecânica
As Crônicas de Bane (uma das capas mais lindas)
O Códex dos Cassadores de Sombras e mais dois livros que eu não posso confirmar



Também rendeu um filme: Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos ( que dá uma discussão para outro post) e uma série que estréia em 2016 com nome de Shadowhunters.
Sem contar que a autora já está falando em HQs...UFA.

Será que te convenci a se render aos encantos desses livros?
É isso, espero que tenham gostado desta resenha, qualquer coisa pode comentar aqui, um beijo e até o nosso próximo papo literário.

Comentários

  1. Não queria sempre fazer referência a outros livros mas você já leu a série Hush Hush?
    Ela também fala sobre anjos e nefilins e eu ameeeei a série de paixão então essa sua indicação é mais do que válida :D
    Mais alguns pra minha lista, mas só depois de eu finalmente ler FINALE (o livro final da série Hush Hush), ahahahah.

    Adorei a indicação e a resenha,
    Beijão!
    Dri.

    ResponderExcluir
  2. Oi Dri, já sim, já li Hush Hush e amei o primeiro livro, se não me engano li até Crescendo, mas para mim Os Instrumentos Mortais e Sussurro são diferentes, excerto essa coisa de Nephilim, nem mesmo a origem deles é igual. Mas espero que goste.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Já tinha assistido o filme Cidade dos ossos e gostei bastante! Queria que tivesse continuação :/ mas agr que vc falou dos livros, deu vontade de lê-los. Vou adicionar na minha lista haha
    Beijos

    http://bazardefoto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Amarilis, se formos comparar o filme com o livro eu diria que o filme ficou uma droga hehhe, espero que leia os livros, acho que vai gostar bastante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Fiquei muito curiosa com esses livros , gostava de os ler , eu gosto muito de histórias fantásticas, vou Ver se os encontro aqui na Suíça!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Não sou muito de ler séries, essa parece ser muito interessante
    bjs
    www.grazielamendes.com

    ResponderExcluir
  7. Já tinha assistido o filme Cidade dos ossos e gostei bastante , mais o livro é bem melhor

    ResponderExcluir
  8. Oi Lena Gomes, espero que encontre, provavelmente sim pois eles já circulam o mundo inteiro. Depois que ler volte e me diga o que acho!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Grasiela Mendes, ler séries as vezes é bem cansativo além de custar um bom dinheiro, mas caso leia essa me diga o que achou depois!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Esmalte&cia o filme é legalzinhos, mas o livro é 100%.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Na minha correria está difícil ter tempo para ler, confesso que preciso melhorar, pois a listinha de livros que quero ler só aumente e sua dica já foi adicionada.

    ❀ ✿ ✾ ✽meusdoisminutos.com✈✧ ❥

    ResponderExcluir
  12. Oi Chnael Simon, a correria não ajuda mesmo, eu te entendo, por isso procuro sempre meios de me adequar para poder ler mais. Leio no ônibus, no metrô, na parada, no serviço quando chego mais cedo, e assim vou aumentando mais as minhas chances de ler muitos livros.
    Fico feliz que tenha aderido a minha dica.
    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Uma curiosidade sobre o jornalismo: mascote

Olá queridos leitores,
hoje eu vim aqui trazer para vocês uma curiosidade do jornalismo. É algo que eu descobri recentemente, achei interessante, e vim compartilhar.
Você sabe qual é o mascote que representa o seu curso? Ou o símbolo dele? Não? Não acha que seja algo relevante?
Pois saiba que na sua formatura, o(a) organizador(a) do evento terá a obrigação de saber para inserir na cerimônia, além disso o mascote ou o símbolo pode ter uma grande carga moral e ética que resume bem a sua futura profissão ou o perfil adequado, e lhe servirá de guia em sua jornada. Como exemplo eu trouxe os símbolos ou mascotes do jornalismo:
Foca: a foca é destinada a representar os recém formados (novatos) ou que estão prestes a entrar no curso, representa aqueles com pouco ou nenhuma experiência, a foca é considerada um animal curioso e observa tudo ao redor, pois é algo novo para ele, além disso ela demonstra determinação. Há aqueles jornalistas que não gostam muito dessa representatividade.



Raposa: ah…

Como transformar seu dia

Ela acorda pela manhã às 6:00, não dá tempo de colocar aqueles 5 minutos a mais no despertador, é preciso correr e se arrumar, mal da tempo de assimilar as coisas ao seu redor, ou de espantar o sono. Nessa fração de segundo, entre chutar o edredom e pisar na cerâmica gelada, o pensamento de desistir do seu dia assola sua mente, será que se faltasse do serviço só por hoje seria demitida? Por que ela não podia se permitir ser mais irresponsável? Tão rápido quanto veio o pensamento se dissipa, onde já se viu? A dificuldade 2x pior na vida de outras pessoas, os planos para o futuro, aqueles que dependem dela e até o mimo no fim do mês são desculpas suficiente para seguir em frente.
Seu dia começou.
Novamente.
Mais doses daquela rotina construída.
Seu dia tem tudo para ser como todos os outros.
Ela entra no metrô, abre um livro e se perde na rotina de outra pessoa, cavalga suavemente nas palavras que descrevem uma vida que não é sua. O fato de estar em pé e ter que ficar com o braço levan…

Playletras da superação

Olá queridos leitores. Já fazia um tempão que eu não fazia Playletras né? Para compensar eu trouxe uma lista com um propósito nobre. No playletras de hoje eu quero pedir que você baixe essas músicas, pode ser no celular ou no computador, de preferência quando estiver sozinho, escute em volume alto e preste atenção na letra. Deixe sua mente vagar pela mensagem porque as canções de hoje foram feitas e selecionada para ajudar você a superar, seja um término, seja pessoas ruins na sua vida, escolhas ruins ou erros que você não consegue deixar para traz, essas bandas de rock querem te incentivar a seguir em frente, então aperte o play and move on!
1° Pitty- Serpente A baiana Pitty é aquela melhor amiga que te manda a real! Ela vai te dizer o que você precisa escutar não o que você quer. Recentemente ela passou por uma fase bem difícil mas transformou essas experiências em um álbum de superação, a melodia é cheia de instrumentos diferentes que nos embalam em uma leve alegria e ainda remete…