slide

29 janeiro 2015

As vantagens de ser invisível

Eu terminei a pouco meu exemplar de As Vantagens de Ser Invisível de Stephen Chbosky publicado pela editora ROCCO. E logo nas três primeiras páginas eu o larguei e disse "não gostei desse livro", mas quer saber? Não julgue um livro por suas primeiras páginas.

Charlie é um garoto de 15 anos que conta para um amigo anônimo suas experiências, seu dia a dia e suas reflexões através de cartas. O livro foi escrito em 1999 e já tratava de assuntos que estão muito em alta como aborto, violência doméstica, drogas, socialização e família.
Charlie é um garoto peculiar, que tinha dificuldades de fazer novos amigos depois que seu melhor amigo Michel se suicidou, ele também passa por algumas fases estranhas que não são nomeadas no livro, pode ser algum distúrbio, mas que é explicado por um grande trauma do passado que foi esquecido pelo garoto.
 Para mim, ele é único. Eu o achei um menino bem sensível, verdadeiro, que experimenta suas emoções e pensamentos de forma profunda, ele também é muito inteligente, gentil e amigável, mas que precisa participar mais de sua vida. E é o que acontece quando ele conhece Sam e Patrick.
Ao longo das cartas ele mostra a montanha russa que são suas percepções, querendo viver sua vida (sendo infinito) e as vezes querendo simplesmente fugir de tudo.
Enfim, gostei de ler essa obra, gostei como a história mostra os adolescentes com problemas reais sem serem superficiais ou extremamente apegados a algum relacionamento e ou pessoa a ponto de o livro ser rotulado por isso. Não sei se expliquei bem mas é quando você lê algo sobre um garoto que se apaixona e toda a trama gira em torno disso. Esclareci melhor? Pois é, aqui nós nos envolvemos com todos os aspectos da vida de Charlie e seus amigos.
Gostei muito da maioria dos personagens, e os menos simpáticos me fizeram gostar de criticá-los, é legal em como a narrativa foi desenvolvida através de cartas, como um diário, assim a linguagem se tornou fácil e extremamente natural, como se fosse você o "querido amigo". Além disso a família e os amigos do personagem principal te cativam, como se você estivesse se sentindo a vontade em saber do "segredinho" de todos, também achei os pais dele com uma mente bem aberta para a época.
Se você ainda não sabe o livro foi adaptado para o cinema, eu ainda não vi, mas pretendo.

"Então acho que somos quem somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui."

Espero que vocês gostem de As Vantagens de Ser Invisível, e comentem. Se gostaram do filme ou não me digam.
Beijos e até nosso próximo papo literário.


Nenhum comentário:

Postar um comentário