Pular para o conteúdo principal

Percepção do que acontece

Saudade é um dos males sofrido por todos. Não escolhe idade, sexo, cor, posição social nem momento para aparecer e fazer você viver momentos que vão desde melancolia á um caos total na sua vida. Acho que o estágio mais avançado é aquele em que você sempre poe uma música triste pra ficar se torturando e revivendo momentos que só te trazem lágrimas atrás de lágrimas, rever fotos e lembrancinhas que caracterizam aquela pessoa ou aquele momento. E do que sentir mais falta? Do sorriso meigo que hipnotiza? Dos olhos que são impressionantes somente a você? Das brincadeiras bobas? Das conversas? Ou da infância onde tudo era mais fácil e simples?
Sentimos diversos tipos de saudades. Aquela por pessoas que passaram pela sua vida e se foram, aquela por momentos e fases da sua vida que não irão se repetir e até mesmo aquela saudade de algo que ainda nem aconteceu. Seja qual for o tipo, a espécime e o grau esse sentimento é natural e de certa forma saudável.
As pessoa se machucam tanto nessa vida, por relacionamentos mau sucedidos, amizades falsas e decepções. É algo quase que universal, vemos o sofrimento dos nossos amigos e familiares e nunca desejamos aquilo para nós, ou as vezes passamos por algo tão doloroso que nos retemos, nos escondemos em casulos de frieza e falta de vontade de nos relacionarmos novamente. É normal, é instinto de sobrevivência é autopreservação.
Mas o que muitos não param para reparar em meio a essa correria que se aplaca quando tudo volta pelo menos perto do normal é que essa saudade e essa dor é sinônimo de vida. Significa que você está vivendo e descobrindo o mundo em sua forma primitiva, além de descobrir a si mesmo.
O que eu quero dizer é que devemos temer menos a dor, a decepção e a saudade pois isso faz parte de um processo de aprendizagem, crescimento e descobertas. É o caminho inevitável para chegar aos nossos sonhos e objetivos, e me arrisco a dizer que é também o caminho para a felicidade.
O que devemos temer e evitar é a inércia e esse casulo que nos afasta de tudo e de todos. Não tem graça, não tem tempero, não tem paixão, não tem cor, não tem vida!
Tenho uma interpretação do livro A Culpa é das estrelas que julgo ser pessoal e tem um pouco a ver com isso tudo, que eu adoro e passei a adotar como filosofia. Apesar do sofrimento proporcionado pela doença, Hazel aprendeu com Gus que independente de as coisas terem terminado da forma como terminaram e de proporcionar uma dor emocional a ela nenhum dos dois mudariam o fato de terem se conhecido e se apaixonarem só pra evitar a dor, porque o trajeto percorrido foi a coisa mais significante e maravilhosa que eles poderiam viver. "Eu não me arrependo das minhas escolhas, espero que Hazel não se arrependa das dela" (foi algo assim neh? já faz um tempinho que li o livro).
Enfim, não se arrependam de terem se apaixonado por aquele carinha que foi pra fora do Brasil, de terem amado aquela menina que terminou o relacionamento porque achava que vocês queriam coisas diferentes, de ter vivido loucuras com aquele grupo de amigos que foram para uma faculdade diferente, todas essas experiência valeram a pena, acredite, elas de alguma forma construíram a força, a sabedoria e a felicidade que você tem ou que irá adquirir.
(Foto tirada por Bárbara Oliveira)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma curiosidade sobre o jornalismo: mascote

Olá queridos leitores,
hoje eu vim aqui trazer para vocês uma curiosidade do jornalismo. É algo que eu descobri recentemente, achei interessante, e vim compartilhar.
Você sabe qual é o mascote que representa o seu curso? Ou o símbolo dele? Não? Não acha que seja algo relevante?
Pois saiba que na sua formatura, o(a) organizador(a) do evento terá a obrigação de saber para inserir na cerimônia, além disso o mascote ou o símbolo pode ter uma grande carga moral e ética que resume bem a sua futura profissão ou o perfil adequado, e lhe servirá de guia em sua jornada. Como exemplo eu trouxe os símbolos ou mascotes do jornalismo:
Foca: a foca é destinada a representar os recém formados (novatos) ou que estão prestes a entrar no curso, representa aqueles com pouco ou nenhuma experiência, a foca é considerada um animal curioso e observa tudo ao redor, pois é algo novo para ele, além disso ela demonstra determinação. Há aqueles jornalistas que não gostam muito dessa representatividade.



Raposa: ah…

Como transformar seu dia

Ela acorda pela manhã às 6:00, não dá tempo de colocar aqueles 5 minutos a mais no despertador, é preciso correr e se arrumar, mal da tempo de assimilar as coisas ao seu redor, ou de espantar o sono. Nessa fração de segundo, entre chutar o edredom e pisar na cerâmica gelada, o pensamento de desistir do seu dia assola sua mente, será que se faltasse do serviço só por hoje seria demitida? Por que ela não podia se permitir ser mais irresponsável? Tão rápido quanto veio o pensamento se dissipa, onde já se viu? A dificuldade 2x pior na vida de outras pessoas, os planos para o futuro, aqueles que dependem dela e até o mimo no fim do mês são desculpas suficiente para seguir em frente.
Seu dia começou.
Novamente.
Mais doses daquela rotina construída.
Seu dia tem tudo para ser como todos os outros.
Ela entra no metrô, abre um livro e se perde na rotina de outra pessoa, cavalga suavemente nas palavras que descrevem uma vida que não é sua. O fato de estar em pé e ter que ficar com o braço levan…

Playletras da superação

Olá queridos leitores. Já fazia um tempão que eu não fazia Playletras né? Para compensar eu trouxe uma lista com um propósito nobre. No playletras de hoje eu quero pedir que você baixe essas músicas, pode ser no celular ou no computador, de preferência quando estiver sozinho, escute em volume alto e preste atenção na letra. Deixe sua mente vagar pela mensagem porque as canções de hoje foram feitas e selecionada para ajudar você a superar, seja um término, seja pessoas ruins na sua vida, escolhas ruins ou erros que você não consegue deixar para traz, essas bandas de rock querem te incentivar a seguir em frente, então aperte o play and move on!
1° Pitty- Serpente A baiana Pitty é aquela melhor amiga que te manda a real! Ela vai te dizer o que você precisa escutar não o que você quer. Recentemente ela passou por uma fase bem difícil mas transformou essas experiências em um álbum de superação, a melodia é cheia de instrumentos diferentes que nos embalam em uma leve alegria e ainda remete…