slide

27 julho 2014

Primeiras experiências no ramo jornalístico

Depois de mais de dez anos de estudos na escola pública finalmente chega um dos momentos mais decisivos da sua vida, a escolha da profissão e sua provável entrada no mundo paralelo da faculdade. Quando minha hora chegou eu estava tão convicta de como iria ser minha vida, que hoje quando olho para alguns meses atrás me pergunto como pude ser tão ingênua com relação ao destino. Não, nem sempre quis ser jornalista! Essa possibilidade já havia passado pela minha cabeça, mas desde a oitava série a descartei e fiz uma escolha. E as coisas foram como entrar em alto mar e se deparar com uma baita tempestade, as ondas me jogaram de um lado para o outro, me deixaram desnorteada e depois de um tempo fui jogada em águas desconhecidas. Quando percebi estava sentada em uma sala de aula sendo apresentada ao meu primeiro professor do curso de graduação de jornalismo.
Atualmente (de férias) estou matriculada no segundo semestre e a duas semanas comecei meu primeiro estágio, na vida e na área. Confesso que o estágio não foi aquilo que eu sonhei, já devia ter me acostumado, o que eu queria mesmo é estar trabalhando na revista Capricho, conhecendo celebridades, participando de eventos, viagens e quem sabe tendo minha coluna (haha). O que faço é (para não soar ingrata) diferente. Mas quer saber, não saio do meu curso de jornalismo nem que me paguem! Estou adorando as aulas, percebi que me identifico com a profissão por gostar de ler e escrever bem e não deixo de sonhar e me deliciar com as possibilidades que irão aparecer, ainda está cedo e ainda vou me aventurar muito.
Para aqueles que estão prestes a passar de nível e escolher suas profissões meu conselho é que independente do que possa acontecer não deixem de sonhar e planejar, mas ao mesmo tempo estejam preparados para eventuais mudanças, pois o destino é uma caixinha de surpresas. E para aqueles que assim como eu acabaram em território inesperado não deixem de sonhar, de planejar e procurem achar o lado bom daquilo que fazem, ficar lamentado irá embaçar sua visão, e talvez seu futuro de sucesso e a carreira ideal para você seja esta mas a reclamação não te deixa enxergar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário