Pular para o conteúdo principal

Postagens

Desacelere jovem...

Imagine uma turma de universitários na reta final do curso. Esses estudante provavelmente já passaram por muita coisa, já aprenderam algo, já experimentar, já viveram algumas coisas, e agora sentem a ansiedade de terminar o curso com a pressão das dificuldade que vão aumentando. Agora imagine esses estudantes ouvindo de uma pessoa no início desse semestre que devíamos parar de frescura, parar de deixar que gripes e dores de cabeça nos impedisse de ir para a aula, que não devíamos tirar os domingos para dormir o dia todo, que devíamos dormir o equivalente a sobrevivência, que quando não estivéssemos bem que deveríamos tomar um remédio e ir pra aula mesmo assim.
Ninguém gosta de pessoas que querem tudo mastigado, que não se esforçam, que montam na capacidade dos outros. Ninguém gosta de pessoas relaxadas, preguiçosas, oportunistas e folgadas. O brasileiro já ouviu muito que é um povo trabalhador, já me contaram que os americanos trabalham excessivamente e por isso consomem muito fast f…
Postagens recentes

Playletras da superação

Olá queridos leitores. Já fazia um tempão que eu não fazia Playletras né? Para compensar eu trouxe uma lista com um propósito nobre. No playletras de hoje eu quero pedir que você baixe essas músicas, pode ser no celular ou no computador, de preferência quando estiver sozinho, escute em volume alto e preste atenção na letra. Deixe sua mente vagar pela mensagem porque as canções de hoje foram feitas e selecionada para ajudar você a superar, seja um término, seja pessoas ruins na sua vida, escolhas ruins ou erros que você não consegue deixar para traz, essas bandas de rock querem te incentivar a seguir em frente, então aperte o play and move on!
1° Pitty- Serpente A baiana Pitty é aquela melhor amiga que te manda a real! Ela vai te dizer o que você precisa escutar não o que você quer. Recentemente ela passou por uma fase bem difícil mas transformou essas experiências em um álbum de superação, a melodia é cheia de instrumentos diferentes que nos embalam em uma leve alegria e ainda remete…

Como transformar seu dia

Ela acorda pela manhã às 6:00, não dá tempo de colocar aqueles 5 minutos a mais no despertador, é preciso correr e se arrumar, mal da tempo de assimilar as coisas ao seu redor, ou de espantar o sono. Nessa fração de segundo, entre chutar o edredom e pisar na cerâmica gelada, o pensamento de desistir do seu dia assola sua mente, será que se faltasse do serviço só por hoje seria demitida? Por que ela não podia se permitir ser mais irresponsável? Tão rápido quanto veio o pensamento se dissipa, onde já se viu? A dificuldade 2x pior na vida de outras pessoas, os planos para o futuro, aqueles que dependem dela e até o mimo no fim do mês são desculpas suficiente para seguir em frente.
Seu dia começou.
Novamente.
Mais doses daquela rotina construída.
Seu dia tem tudo para ser como todos os outros.
Ela entra no metrô, abre um livro e se perde na rotina de outra pessoa, cavalga suavemente nas palavras que descrevem uma vida que não é sua. O fato de estar em pé e ter que ficar com o braço levan…

A Playlist da Minha Vida

Atualizando as minhas leituras de férias, gostaria de abrir um parêntese para observar que livro ta caro pra caramba, seja em loja virtual, física ou sebo, desse jeito vou a falência. Feita a minha reclamação vamos falar sobre o livro desta semana. A Playlist da minha vida da editora Globo Livros escrito pela Leila Sales, ele entra no Desafio Crônica Sem Eira (sim eu ainda to tentando participar, hehe) como  ITEM 24- UM LIVRO QUE VOCÊ ACABOU DE COMPRAR, mas eu queria mesmo era que ele entrasse em "um livro sobre música", fazer o que né. Elise Dembowski é uma garota do ensino médio que está experimentando o gosto amargo de não fazer parte de nenhum grupo da escola, ela não é popular e nem tem amigos, além de sofrer bastante bullying. Ninguém está interessado nela, e ela tenta de tudo para conseguir ter amigos, depois de muita confusão e grandes estragos Elise conhece a vida noturna na boate underground Start, onde ela encontra pessoas que compartilham com ela a mesma paixão …

Vídeo-Documentário

Olá queridos leitores. Neste post ansiosamente falarei um pouco mais dessa minha saga que é a graduação de jornalismo. Você devem ter notado um sumiço meu por aqui, certo? Dentre tantos motivos a faculdade é, talvez, o mais forte. 5° semestre não é brincadeira, é uma correria só e os projetos vão ficando cada vez mais desafiadores e exigindo um trabalho cada vez menos amador. Na disciplina de Telejornalismo II foi nos passado a missão de fazer um vídeo-documentário, tema livre. Com todas as etapas, desde a idealização do tema, a ficha de entrevistas a serem feitas, a execução propriamente dita até a edição. Todas as etapas carregavam consigo seus obstáculos, mesmo um simples preenchimento de ficha pré-documentário. A realização das entrevista foi de um tamanho desafio, extremamente estressante, igualmente perigoso. Explico o porquê: O tema que escolhemos, sugestão dada pela colega integrante do grupo, foi TRABALHOS NOTURNOS. Uma idealização só! Pensamos o quanto seria honrado mostrar…

EMERGIR

Ano passado eu senti que estava perdendo as rédias da minha vida. Eu passei por uma situação que me colocou em crise emocional. Tudo graças a uma pessoas que nunca foi nada meu, nunca significou nada para mim, uma pessoas que eu nem ao menos conhecia direito!
Se você olhar a situação de fora vai achar que eu estou fazendo drama, que eu estou exagerando, eu acharia   se não fosse comigo. Só quem sabe as consequências de tudo sou eu e minha amiga, que passou pelo mesmo.
Hoje, depois de termos nos afastado da pessoa que nos "afetou", depois de levar um balde de água fria na cara para despertar, olhamos para trás e analisamos tudo o que aconteceu. No processo que eu só posso descrever como de cura, eu chego a conclusão de que eu estava sendo manipulada. Não persuadida. Manipulada.
Nesse processo  eu passei pela fase da tristeza, do ódio, da raiva, do rancor, do nojo e agora sinto que estou experimentando a indiferença, e quero deixar registrado que ela é uma delícia!
Eu me perd…

O Diário de Bridget Jones

ITEM 9, UM LIVRO ESCRITO POR UMA MULHER- DESAFIO CRÔNICA SEM EIRA

Este é um caso nada clássico em que o filme é melhor do que o livro.
O Diário é um daqueles livros que você sabe que vai ser só pra descontrair, e para isso ele serve bem. Escrito pela autora Helen Fielding e publicado pela BestBolso.
Contado, literalmente, na forma do diário da solteira de 30 e poucos anos Bridget que  sofre uma pressão enorme para casar-se e ter filhos. Você participa de um ano da vida de Jones e a luta dela em conseguir todos os itens de sua resolução de ano novo. Parar de beber, parar de fumar, emagrecer, e arrumar um namorado. E é claro ela falha quase todos os dias. Bridget, para piorar, é apaixonada pelo seu chefe (babaca) Daniel Cleave. A mãe chata dela não para de criticá-la e tentar jogá-la para cima de Marck Darcy, quem ela acha extremamente arrogante e chato mas se mostra um personagem hilário e apaixonante.

Eu tenho um sentimento conflitante com a protagonista, ela é doida, desastrada, inse…